Ação rápida de mulheres permite prisão de ladrão


A ação rápida de duas mulheres permitiu que a Guarda Municipal de Barueri prendesse um ladrão na avenida Washington Luís, no Jardim Silveira, por volta das 7 horas da manhã desta segunda-feira, 4/9.

Adriana Maria Neto caminhava pela avenida rumo à faculdade quando foi atacada por um homem portanto um tesoura. Ameaçada, ela abriu a bolsa e ele pegou seu celular, o crachá da empresa onde trabalha e outros pertences.

Kimberley Freitas da Conceição, que passava pelo local, estranhou a cena e se aproximou. Foi quando o ladrão a atacou e ela conseguiu desviar-se. Ele escorregou, machucou o pé e saiu correndo. A testemunha seguiu atrás dele, enquanto a vítima do roubo parava uma viatura da GCM.

As mulheres passaram a descrição do homem e informaram que ele havia corrido no sentido do sacolão do Jardim Silveira. Os GCMs iniciaram uma busca e o encontraram já de roupa trocada. O homem negou o crime e tentou impedir a revista, chegando a ferir um dos guardas, que encontraram no bolso de seu casaco o celular de Adriana.

Levado ao 1º Distrito Policial, no próprio bairro, ele foi identificado como Aires Anderson Braga da Silva, conhecido como Yogue, de 39 anos e morador do Vale do Sol de Jandira. Foi decretada prisão em flagrante e ele foi indicado por roubo.

Inicialmente circulou a informação de que ele seria o mesmo homem que tem atacado mulheres de manhã no Jardim Paulista, bairro vizinho. No entanto, comparações de características feitas inicialmente pela Polícia Civil que se trata do mesmo agressor. As vítimas anteriores deverão comparecer ao Distrito para fazer o reconhecimento.