Morre o ex-prefeito de Osasco Celso Giglio


Nesta terça-feira, 11, às 17h30, foi confirmada a morte do deputado estadual e ex-prefeito de Osasco Celso Giglio (PSDB). Ele estava internado na UTI do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Sua situação era crítica. Ainda não foi divulgado o local do velório e sepultamento. Há dois dias circulavam informações de seu grave estado de saúde nas redes sociais.



Nascido em Campinas em 19 de fevereiro de 1941, Celso Giglio foi casado com Glória Giglio, com quem teve cinco filhos e quatro netos. Médico com pós-graduação em cirurgia geral e obstetrícia pela Santa Casa de Misericórdia e formado em Administração Hospitalar pela Universidade de São Paulo, Giglio chegou em Osasco em 1966 para trabalhar como médico concursado do Serviço de Assistência Médica e Domiciliar de Urgência (SAMDU) e da Prefeitura de Osasco .

Foi em Osasco que ele começou na vida pública, carreira que em 2017 completou 42 anos. Na política, sua primeira experiência foi como vereador da cidade, presidindo a Câmara Municipal no biênio 1989-90. Ainda em 1990, Giglio foi eleito deputado estadual pela primeira vez, mas interrompeu seu mandato três anos depois para assumir a prefeitura de Osasco entre 1993 a 1996, para onde voltou entre 2001 a 2004. Em 1999 e 2000, Giglio foi deputado federal.  

Presidente da Associação Paulista dos Municípios (APM) de 1997 a 2006, Celso Giglio ainda ocupou a Superintendência do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (IAMSPE) no período de 2005 e 2006, quando voltou a se eleger deputado estadual. Desde então, Giglio nunca mais deixou a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.
Webdiario