Josias quer cadastro de entregadores de pizza em Osasco


Vereador acredita que cadastro dará "credibilidade" aos motociclistas e ajudará a diminuir os casos de roubo a pedestres e motoristas de Osasco


Vereador de Osasco, Josias da Juco (PSD) apresentará nos próximos dias, na Câmara Municipal, projeto de lei que sugere cadastro para motociclistas entregadores de serviços delivery.

A ideia central da proposta é facilitar a identificação dos entregadores e, com isso, evitar roubos. Muitos bandidos usam motos, com caixas de entrega falsas,  para abordar com maior facilidade motoristas e pedestres.

De acordo com o projeto, que ainda será finalizado pelo parlamentar, “os profissionais autônomos que exercem a atividade de entregadores de qualquer tipo de delivery em Osasco, utilizando-se de motocicletas, serão cadastrados, sem custos, pelo dono do estabelecimento, que terá informações do entregador em seu banco de dados”. Com o cadastro, as mochilas utilizadas pelos entregadores deverão conter o número cadastrado na prefeitura, juntamente com o logotipo, endereço e telefone da empresa para qual presta serviço.

Para realizar o cadastramento, os motociclistas deverão apresentar documento de identidade, CPF, comprovante de residência e informar todos os seus números de telefone. Para Josias, a proposta dá “credibilidade” aos motociclistas, coíbe a prática de crimes e facilita o trabalho dos agentes encarregados pela segurança pública.

“Infelizmente, a classe de motociclistas que diariamente prestam serviços de delivery de forma idônea, acaba levando a fama de criminosa, devido ao grande número de assaltos realizados por essas pessoas disfarçadas”, escreveu o parlamentar em sua justificativa. “Como todos sabemos, a escala da violência no país, está incontrolável. Creio que a forma da diminuição dos assaltos a mão armada e latrocínios, que diariamente tiram a vida de dezenas de pais de família, é aplicar uma medida restritiva no uso de motocicletas para o serviço delivery no município”, completou.

Se o projeto de Josias for aprovado na Câmara e sancionado pelo prefeito Rogério Lins (PODE), os motociclistas serão a segunda categoria cadastrada pela prefeitura por iniciativa do vereador. O parlamentar é autor da lei que obriga o cadastramento de guardas noturnos, chamados popularmente de “pirriu”.
As informações são do webdiário