Incerteza e improviso no HMB após troca de gestão ser suspensa


Foto:G1
O dia seguinte à decisão da Justiça do Trabalho de adiar a posse da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) no comando do Hospital Municipal de Barueri (HMB) foi de incerteza e improviso. A medida judicial pegou muitos empregados de surpresa, pois alguns até haviam recebido a notificação de demissão e não tinham se programado para trabalhar nesta quinta-feira, 6/7.
A SPDM deveria tomar posse do hospital de sexta-feira, 7/7, e, para isso, já no dia 5 começou a notificar os funcionários que serão dispensados. Alguns deles estavam escalados anteriormente para trabalhar no plantão da noite da quarta-feira. A Justiça Trabalhista, no entanto, suspendeu audiência marcada para a própria quarta, a pedido do Ministério Público do Trabalho, remarcando-a para o dia 19 e sustando a posse da nova gestora.
A mudança pegou de surpresa os funcionários, que previam ter de trabalhar apenas até a quintaHouve empregados que chegaram a marcar viagem para o fim de semana, o que prejudicou o plantão da noite de quarta, bem como algumas atividades do hospital na quinta. Trabalhadores ouvidos pelo Barueri na Rede narraram dificuldades para o atendimentos a pacientes. Segundo a gestão do hospital, no entanto, dentro do possível e diante da situação, não houve problemas graves no funcionamento do HMB.
Com a mudança, tanto a gestão do HMB quanto o sindicato fizeram um esforço para convocar os demissionários, mas nem todos foram localizados ou puderam comparecer ao turno de trabalho.“Infelizmente ocorreram faltas, mas não em volume que comprometesse o serviço”, afirmou a prefeitura, respondendo a questionamentos do BnR. Segundo a administração municipal, em razão da situação, ”algumas cirurgias eletivas (aquelas em que o paciente aguarda em casa até ser chamado) chegaram a ser suspensas, mas já foram retomadas”.
Como há um fim de semana pela frente e existe o risco de que parte dos trabalhadores não compareça ao trabalho, a gestão do HMB afirma que “caso haja alguma necessidade, a prefeitura já tem planejada uma pronta ação de intervenção”.
Fonte: baruerinarede.com.br