Presa quadrilha que queimou advogado vivo dentro de carro



Estão presos sete acusados, incluindo quatro menores de idade, de praticar um crime que chocou a região: o assassinato do advogado Wanderval Borges Jacinto. Morador de São Roque, ele foi sequestrado em Carapicuíba, espancado e queimado vivo pelos bandidos.  O sequestro foi arquitetado por uma cliente. Com o pretexto de pedir dinheiro emprestado, ela o atraiu até sua casa, que era, na verdade, um ponto de venda de drogas.

Mas já havia armado, com comparsas, de deixar apenas sua sobrinha, de 13 anos, no local, e “armar” um flagrante de assédio. Foi o que aconteceu. Outros dois homens e 4 menores, incluindo um filho da cliente, o renderam, amarram e pegaram as senhas e cartões. 

Por um período de cerca de 8 horas, enquanto a vítima era espancada por parte da quadrilha, os demais passaram a fazer compras com seus cartões.  Depois disso, o grupo resolveu matá-lo. Jacinto foi levado em seu próprio carro, um Gol, até a Estrada do Jacarandá.

Após espalhar combustível em todo o carro, um dos bandidos acendeu um isqueiro, jogou dentro do automóvel e travou as portas com o alarme. Na sequência, os bandidos fugiram em outro carro, uma Parati, e passaram a noite escondidos no cativeiro.

A vítima chegou a ser socorrida com vida, mas teve 80% do corpo queimado e não resistiu aos ferimentos. Eles foram identificados e detidos no próprio local que serviu como cativeiro.
Diário de Osasco