Vladimir para Guerrero, e Corinthians e Santos ficam no empate


A tarde de Páscoa foi de Vladimir na Arena Corinthians. Em jogo inspirado, o goleiro do Santos se destacou na penúltima rodada do Paulistão e foi o nome da partida no empate por 1 a 1 com os donos da casa neste domingo (5). Os gols foram de Felipe e Ricardo Oliveira.

Pressionado antes mesmo de a bola rolar, Vladimir mostrou reflexos em dia em uma sequência digna de comparações com Rodolfo Rodrigues, arqueiro santista consagrado por uma sequência de cinco defesas, em 1984. Certamente, ele estará nos pensamentos de Paolo Guerrero, parado por ele em pelo menos cinco oportunidades.

O resultado faz o Santos chegar aos 31 pontos e voltar a ser vice-líder no geral, ultrapassando o Palmeiras, que tem 30. O Corinthians, por sua vez, vai a 36 pontos e segue, com folga, como o melhor da competição. Na próxima rodada, na quarta-feira, às 22h, os comandados de Tite enfrentam o XV de Piracicaba, fora de casa, enquanto os garotos da Vila recebem o Rio Claro. 

Fases do jogo: O Corinthians foi massacrante nos primeiros 45 minutos. A equipe de Itaquera dominou o jogo e viu Cássio tocar na bola duas vezes e sem precisar fazer muito esforço. Até por isso, o destaque da etapa inicial foi de Vladimir.

O goleiro santista parou Guerrero em uma sequência digna de ir para seu DVD de melhores defesas, com duas espalmadas à queima roupa sensacionais, uma delas de cabeça e a outra com chute dentro da pequena área. Depois, o peruano ainda tentou mais duas vezes pela esquerda e também parou no arqueiro. O jeito foi apelas para o ponto fraco santista e abrir o placar com Felipe, após batida de escanteio de Jadson.

No segundo tempo, o Santos começou assustando com uma falta batida da entrada da área. Elano bateu bem e colocou a bola na rede pelo lado de fora da rede. Logo em seguida, ele foi substituído por Geuvânio. O jovem entrou para já mudar o placar. Ele cruzou e achou Ricardo Oliveira se movimentando no primeiro pau para desviar de cabeça e empatar.

O gol, então, fez o Santos melhorar muito no jogo. Foi a vez de Vladimir virar espectador e Cássio ter trabalho. Robinho passou a participar mais do jogo pela esquerda, conseguiu dar trabalho a zaga rival, especialmente a Felipe. O que impediu a virada, no entanto, foram os erros em sequência no último passe da equipe da Baixada. Aos 30 minutos, tentando mudar o rumo do jogo, Tite escalou Vagner Love no lugar de Guerrero. Não adiantou e o empate foi mantido.