Cidades da região Oeste atraem R$3,5 bilhões em investimentos em 2012


Desse total, Barueri foi alvo de R2,34 bilhões de recursos destinados a novos empreendimentos. Empresas de grande porte, como Azul e Hospital Albert Einstein se destacam entre os investidores 

As cidades da região Oeste atraíram R$3,5 milhões em investimentos anunciados durante o ano passado, por empresas dos mais variados portes, destinados a implantação ou ampliação de empreendimentos, com prazo de conclusão até 2015.

Os dados foram divulgados, esta semana, pela Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados), como parte da Pesquisa de Investimentos Anunciados no Estado de São Paulo – Piesp, e apontam que a região Oeste está recebendo, cada vez mais, projetos de “gigantes” de vários setores, passando desde empresas de transporte aéreo, como TAM e Azul, até as de serviços de saúde, como o Hospital Albert Einstein, incluindo ainda a rede hotéis Adagio, o comércio varejista da Preçolândia, a indústria General Eletric e a empresa de telecomunicações Vivo.

Do total investido na região, a grande maioria dos projetos anunciados teve Barueri como alvo. São 22 novos empreendimentos da cidade, que somaram, em anúncios feitos durante o ano passado, R$2,3 bilhões. Desse total, R$1,6 bilhão envolve o projeto de implantação da sede da empresa aérea Azul na cidade, que deve ser concluído em 2015. As demais envolvem valores mais baixos. O Blue Tree Towers Hotel, por exemplo, investe R$150 milhões em sua unidade no município, enquanto o Adagio aplica mais R$92,80 milhões. Já o Albert Einstein e a Icon Alphaville anunciaram investimentos de R$80 milhões cada.

Em segundo lugar está Santana de Parnaíba, com investimentos anunciados de R$400 milhões em seu território, todo ele envolvendo instalações da Vivo. Em Pirapora do Bom Jesus, a movimentação é de R$123 milhões, mas novamente em um só projeto: a implantação de uma hidrelétrica pela Cesp, empresa do governo do Estado.

Osasco vem na sequência, com 7 novos empreendimentos. Os destaques ficam para R$89,47 milhões pela empresa Solaris e R$75 milhões pela Helibase, que está instalando, na cidade, um heliporto, às margens da rodovia Anhanguera.
Para Jandira estão previstos R$53,68 milhões, mas novamente envolvendo um só projeto, a ampliação da empresa General Eletric (GE). Em Itapevi, quem dita o ritmo dos investimentos, que somam R$30 milhões, são as empresas de galpões de logística.

Os menores investimentos anunciados na região foram para Carapicuíba, com R$350 mil, e Cotia, com R$160 mil. Na primeira, os recursos são da empresa McTech, enquanto na segunda, são destinados provenientes do shopping The Square Mall.

Em todo o Estado, a Fundação Seade identificou cerca de 1000 anúncios de investimento para 2012, totalizando US$ 59,8 bilhões, o maior montante anual desde 1998, quando se iniciou a pesquisa. Esse volume representa um crescimento de 22% em relação a 2011 e 80% em comparação ao montante apurado em 2007, ano que precedeu a crise financeira mundial.


Diario de Osasco