IPEM-SP reprova 26,7% das lojas fiscalizadas durante operação “Segurança de Eletrodomésticos”



Durante a operação “Segurança de Eletrodomésticos” do IPEM-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), equipes de fiscalização autuaram 4 (26,7%) das 15 lojas verificadas nesta sexta-feira, 9/8, na capital. 

No total, foram analisados 2.330 produtos, sendo 42 reprovados, entre eles, cafeteiras, chaleiras elétricas e secadores. 

Os produtos que precisam ter o selo de segurança são os liquidificadores, sanduicheiras, chapinhas, secadores de cabelo, cafeteiras, ferros de passar roupa e outros. 

Ficaram fora da nova regulamentação os refrigeradores, condicionadores de ar, aquecedores, fogões e fornos a gás, aparelhos que integram o PBE (Programa Brasileiro de Etiquetagem), os quais já são avaliados pelo Inmetro dentro do programa de avaliação da eficiência energética e segurança. 

Além de aumentar a segurança do consumidor, a certificação favorece a concorrência justa entre os produtos nacionais e importados, já que todos têm de seguir, obrigatoriamente, os requisitos das normas de segurança. 

Conforme portaria 371/09 do Inmetro, a regulamentação desses produtos passou a valer em janeiro deste ano em todo o país. No entanto, nos últimos seis meses, as equipes de fiscalização do IPEM-SP realizaram um trabalho de orientação de lojistas e comerciantes. 

O selo deve estar colado na embalagem ou diretamente no eletrodoméstico. 

IPEM-SP 

O IPEM-SP é uma autarquia vinculada à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Governo do Estado de São Paulo e órgão delegado do Inmetro. 

Com uma equipe de fiscalização formada por mais de 300 especialistas e técnicos, realiza em todo o Estado de São Paulo operações de fiscalizações rotineiras em balanças, bombas de combustíveis, medidores de pressão arterial, taxímetros, radares, capacetes de motociclistas, preservativos, cadeiras de carros para crianças, peças de roupa, cama, mesa e banho, botijões de gás, entre outros. 

É seu papel também garantir que o consumidor leve para casa a quantidade exata de produto pela qual pagou. 

O consumidor que desconfiar ou encontrar irregularidades pode recorrer ao serviço da Ouvidoria do IPEM-SP pelo telefone 0800-013-0522, de segunda a sexta, das 8h às 17h, ou enviar e-mail para: ouvidoria@ipem.sp.gov.br.