Silvia deve ser candidata a deputada



Primeira dama deve disputar uma cadeira no congresso nacional e sua concorrente principal será a deputada Bruna Furlan




As eleições de 2014 prometem acirrar as disputas políticas da região. Em outubro do ano que vem  serão escolhidos presidente, governadores, senadores, deputados estaduais e federais.
Na cidade de Barueri, a disputa deve ser polarizada entre duas mulheres. A primeira que já é certeza e deve concorrer à reeleição é a deputada federal Bruna Furlan (PSDB). Do outro lado a novidade fica por conta da atual primeira dama da cidade, Silvia Arantes.  Questionado sobre essa situação, Gil disse que pode acontecer. “Não está descartada essa possibilidade.”. 
Mas para o prefeito ainda há uma caminho longo.  “Os candidatos que temos a intenção de lançar tanto para deputado federal como estadual serão alvo de conversas com nosso grupo político (DEM), as conversas devem se iniciar nos próximos meses”, ressalta. 
O atual prefeito ficou surpreso com a aceitação do nome de sua esposa. “Eu fico contente que o nome da minha mulher esteja sendo lembrado. Ela foi importantíssima na minha campanha. Ela fez uma campanha como se ela fosse a candidata”, comenta o prefeito Gil Arantes. 
Atualmente, a primeira dama de Barueri é presidente do Fundo Social de Solidariedade da cidade.
Silvia está acompanhando de perto os principais eventos com o prefeito barueriense. 
Do mesmo jeito que aconteceu nas últimas eleições, em outubro de 2012, o embate será entre duas correntes políticas da cidade, a família de Gil Arantes e a do ex-prefeito da cidade de Barueri, Rubens Furlan.
Essa será a segunda vez que as famílias medirão forças nas urnas, após eles romperem relações no ínicio de 2010. No primeiro embate Gil Arantes levou a melhor ao vencer no primeiro turno o candidato apoiado por Furlan, Carlos Zicardi. 

Bruna Furlan
A atual deputada federal  Bruna Furlan (PSDB) já assumiu que vai tentar a reeleição no cargo.
Eleita como a terceira mais votada do estado de São Paulo com 270.661 votos nas eleições de 2010, ela vem com força e apoio de grandes nomes do partido como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o ex-governador, José Serra, que desde 2010 apoiam a jovem.
Outro apoio que deve esquentar a disputa é a do pai Rubens Furlan, que não esconde a decepção de seu candidato Carlos Zicardi ter perdido para Gil Arantes – essa disputa seria uma forma do ex-prefeito mostrar a sua força e testar o seu prestígio para uma futura candidatura a prefeito em 2016.
Bruna vem participando em seu partido de ações ligadas a juventude.
Esta semana a deputada Bruna Furlan encabeçou um movimento para impedir retrocessos no novo Código de Processo Civil. 
“Procuramos o líder do nosso partido, deputado Carlos Sampaio, que é também do Ministério Público de São Paulo, e obtivemos dele o apoio para apresentar as emendas necessárias para que a reforma do CPC não se transforme em um grande retrocesso”, destacou a deputada Bruna Furlan.
“A reforma do Código de Processo Civil não pode suprimir direitos dos cidadãos, não pode afrontar as prerrogativas dos advogados e, tampouco, transferir poderes extremos ao juiz. Daí a razão de estarmos lutando para mudar o relatório do deputado Paulo Teixeira, do PT”, completou a deputada estadual.