Vereador de Barueri denuncia compra milionária de terreno pela prefeitura




Ontem, durante a sessão da Câmara de Barueri, o vereador Miguel de Lima (PDT) aproveitou seu momento na Tribuna para denunciar um esquema milionário de desapropriação de um terreno pela prefeitura de Barueri.

Segundo o vereador, uma área de 22.546 m² foi desapropriada em dezembro de 2008 por R$ 5,6 milhões. A área pertencia a Rui Almeida Ferreira da Silva, Maria de Nazaré Cotinho da Silva e Maria Ofélia Almeida da Silva, segundo o vereador. 

Henry Go, um dos responsáveis pela incorporadora Goinzest, propôs aos donos a compra do terreno no valor de R$ 2,7 milhões prometendo dar R$100 mil de sinal”, contou Miguel de Lima.

De acordo com ele, a desapropriação aconteceu em 14 de novembro de 2008 e o sinal de R$ 100 mil foi pago no dia 15, um dia após a ação da prefeitura. O martelo final da negociação foi batido no dia 5 de dezembro, quando Henry Go entregou a área para a prefeitura de Barueri por R$ 5,6 milhões. 

“No mesmo dia, a prefeitura depositou na conta de Go R$5 milhões”, disse o vereador. Foi somente no dia 11 do mesmo mês que Go pagou aos proprietários do terreno o valor de R$ 2, 6 milhões.

“O depósito da prefeitura foi realizado antes da quitação total do terreno. Dessa forma, podemos concluir que foi a prefeitura quem pagou R$ 2,7 milhões pela área, causando aos cofres públicos um prejuízo de R$ 2,9 milhões”, concluiu o vereador