Gil propõe programa paulista de reciclagem



Ideia é estabelecer metas, garantindo que as 645 cidades façam a coleta seletiva do lixo

 O deputado estadual Gil Arantes (DEM) está propondo que o governo paulista crie um programa de metas para garantir que as cidades paulistas efetivamente adotem a coleta seletiva e a reciclagem do lixo.


 A iniciativa é amparada nas mais recentes ações que defendem o chamado desenvolvimento sustentável, tema central da próxima conferência internacional sobre o meio ambiente, a ser realizada no Rio de Janeiro, a chamada “Rio+10”.

 Ao justificar sua proposta, Gil ressaltou que a coleta seletiva e a reciclagem são hoje duas necessidades que cada cidadão, assim como todos os governos, devem ter como compromissos. No entanto, nem todas as prefeituras adotam esse sistema de coleta.

 O deputado sugere estudos a serem realizados pela Secretaria do Meio Ambiente e órgãos ambientais, indicando uma norma a ser cumprida por cada uma das 645 cidades paulistas, de acordo com sua população e produção de resíduos.

 O programa de metas proposto ainda levaria em conta a adesão da população à coleta seletiva e os novos destinos do material reutilizável, dando apoio à criação de cooperativas de reciclagem.