Possíveis vices de João Paulo se mantêm no governo



Eduardo Metroviche
Os sete secretários empossados terça-feira já eram da administração 
 
Fernando Augusto

O prefeito de Osasco, Emidio de Souza (PT), fez a troca de sete secretários municipais na terça-feira, 3. Todos serão candidatos a vereador na eleição de outubro e tiveram que deixar seus cargos seis meses antes, como manda a legislação eleitoral.

Havia muita especulação quanto a dois nomes da equipe de governo do prefeito: o secretário de Governo, Jorge Lapas, e o secretário de Segurança e Controle Urbano, José Amando Mota. Ambos são cotados para composição da chapa do pré-candidato à prefeitura pelo PT, João Paulo Cunha



Lapas não descarta chapa pura
Os dois permaneceram no governo, mas seguem no páreo. Isso porque o prazo para desincompatibilização de secretário quando o cargo pretendido é o de prefeito ou vice-prefeito é de quatro meses. Portanto, se um deles for mesmo o vice do candidato petista, deve sair do governo até dia 6 de junho.

Jorge Lapas confirma que existe a hipótese de uma chapa pura. “Algumas pessoas têm sugerido meu nome para sair a vice, o que me deixa lisonjeado. Não tem nada certo quanto a essa questão, até porque nós temos 22 partidos na coligação, mas também não é uma coisa que se descarta”, disse o secretário.

Lapas afirmou ainda que vários partidos reivindicam o posto, como o PSB do vereador Mario Luiz Guide, o PCdoB, do vereador Toniolo, o PSC com o pastor Marcos Arruda e o PPS que tem José Amando Mota. “Não se descarta nenhuma hipótese, nem que o candidato [a vice] seja do próprio PT”, disse Lapas.

Seis candidatos petistas deixam secretariasDo secretariado do prefeito Emidio de Souza saem nomes considerados fortes para a disputa por uma cadeira na Câmara Municipal. Seis deles são filiados ao PT e um ao PMDB.

O vereador Rubinho Bastos, que estava na Secretaria de Indústria, Comércio e Abastecimento (SICA), volta para a Câmara, onde tenta a reeleição. A pasta fica com Renato Afonso Gonçalves, que acumula a SICA com a Secretaria de Assuntos Jurídicos.

Na Educação sai Mazé Favarão e entra Marinalva de Oliveira, que era diretora na Secretaria, e Valdir Roque saiu da presidência da Companhia Municipal de Transporte (CMTO), que ficou com o ex-diretor técnico Paulo Arnoni.

No Fundo Social de Solidariedade sai Márcia Abreu e entra Joana D’Arc Lara, que também já participava da administração.

“Esse time já joga comigo”, diz Emidio
Gilma Rossafa deixa a Secretaria de Assistência e Promoção Social nas mãos de Patrícia Dândalo. Na Secretaria de Administração, sai Paulo Fiorilo, que será candidato a vereador na capital, e entra Cristiane Dutra, que era secretária adjunta.

O vice-prefeito e presidente da Fito, Faisal Cury, será candidato a vereador pelo PMDB. Por isso, deixa a Fito nas mãos de José Barbosa Coelho.

Emidio disse que nenhum projeto em andamento será alterado com as mudanças. “A orientação é o prosseguimento das ações. Esse é um time que já joga comigo”.


fonte:VO