Entrevista com Sebastião Carlos do Nascimento (Vereador de Barueri - DEM)








“Dou uma atenção especial para o Parque dos Camargos, mas eu atuo em todo o município. Sou um vereador de Barueri e trabalho para a cidade como um todo” 


Mais conhecido na região como Carlinhos do Açougue, antes de entrar para a vida pública, Sebastião Carlos foi caminhoneiro e comerciante, trabalha no ramo de casa de carnes há cerca de 20 anos. Sempre acompanhou as ações da Câmara Municipal de Barueri. Foi eleito em 2008 com 4.971 votos. Sua primeira candidatura foi em 2004 pelo PTB, na ocasião, ele conseguiu o cargo de 2º suplente. Nas eleições de outubro deste ano disputará a reeleição ao legislativo municipal.


Esta é sua primeira legislatura? 
Sim. Esta é minha a primeira legislatura.

O senhor já havia disputado outras eleições? 
Em 2004 eu disputei uma vaga de vereador pela primeira a vez, na época eu estava filiado ao PTB e fiquei como segundo suplente.

Como o senhor avalia esse primeiro mandato? 
È um mandato de muita experiência adquirida e de conquista, principalmente a conquista da confiança do povo de Barueri.

Por que o senhor deixou o PSB e se filiou ao DEM?
Fui convidado pelo presidente do partido, o deputado [estadual] Gil Arantes. Na época eu aceitei o convite, disputei as eleições e, graças a Deus, o povo me elegeu. Fiquei como primeiro colocado do Democratas. Depois de eleito permaneci no partido porque acho que o partido precisa ter o respeito da gente também.

Como decidiu entrar para vida pública? 
Eu sempre realizei trabalhos sociais. Fui presidente da associação de moradores do Parque dos Camargos e durante esse tempo eu observei as necessidades do povo, então decidi entrar para a vida pública para poder atender melhor a população, com mais preparo e mais condições.

O Parque dos Camargos é sua base eleitoral?
Eu trabalho muito no Parque dos Camargos e é o bairro onde moro e tenho o meu comércio. Dou uma atenção especial para o Parque dos Camargos, mas eu atuo em todo o município. Sou um vereador de Barueri e trabalho para a cidade como um todo.

Quais são projetos que o senhor apresentou durante este mandato?
Apresentei vários projetos, um dos projetos era para denominação de um próprio municipal, uma quadra de esportes. O projeto foi aprovado pela Câmara, mas, por questões políticas, foi vetado pelo prefeito [Rubens] Furlan, depois não mandei mais. Não adianta mandar projetos da oposição porque não são aprovados. Outra coisa que me deixa triste é a falta de um maternal no Parque dos Camargos. Essa é uma necessidade urgente do bairro. Fiz uma emenda no orçamento para que essa obra fosse construída e os vereadores da base aliada ao prefeito votaram contra essa emenda. Fiquei muito chateado com isso. Tenho cobrado através de requerimento, indicações e estou esperando a boa vontade do poder Executivo para que um maternal seja construído no bairro.

O senhor pretende apresentar algum novo projeto nos próximos meses?
Sim. Vamos elaborar e apresentar alguns projetos nas próximas sessões. Minha assessoria está cuidando destas questões.

Como o senhor observa o trabalho do poder Legislativo de Barueri?
Estamos hoje na oposição e isso melhorou muito o nível da Câmara. Os projetos são mais avaliados e as ideias estão mais refinadas.

Essa questão de oposição e situação atrapalha o trabalho dos vereadores na Câmara?
Não atrapalha em nada, ao contrário, melhorou muito. Quando não havia oposição não se discutia nada. Tudo era votado da forma que chegava na sessão. Nada era debatido. Um exemplo é a sessão da última terça-feira na questão dos requerimentos da licença dos vereadores. O assunto foi amplamente discutido. Verificamos alguns erros e vamos tentar corrigir, inclusive judicialmente, nós da oposição vamos pedir a invalidação da sessão.

Qual é a sua opinião sobre o fato do vereador Toninho Furlan (PMDB) ter chamado o vereador Agnério Neri (PT) de palhaço durante a sessão?
Eu acho que foi um pronunciamento inadequado por parte dele. Questão de nervosismo. Ele sabe que fazemos um trabalho sério.

A TV Bandeirantes apresentou uma denúncia onde funcionários públicos de Barueri faziam propaganda do pré-candidato à prefeitura, Carlos Zicardi (PMDB). Em relação a essas denúncias, a Câmara tomará alguma providência?
Essa questão já foi enviada para o Ministério Público e, havendo a comprovação das irregularidades, vamos cobrar providências e punições aos responsáveis pelos atos.

Esse ano o senhor irá se candidatar à reeleição?
Sou pré-candidato à reeleição e vou disputar tranqüilamente.

Qual é a sua expectativa para as eleições deste ano. O senhor acredita que será uma eleição difícil?
È uma eleição difícil, mas eu acredito no trabalho que tenho feito. Acredito que serei reeleito. Confio primeiramente em Deus e depois no povo.