Tiroteio deixa camelô morto e estudante ferido na porta de faculdade em SP



SÃO PAULO - Uma disputa entre ambulantes por ponto de venda de alimentos, às 21 horas de quarta-feira, 14, deixou um dos envolvidos morto, um estudante baleado no ombro e causou tumulto em frente ao campus da Uninove, na Avenida Doutor Adolfo Pinto, na Barra Funda, zona oeste da capital paulista.
Policiais militares da 3ª Companhia do 4º Batalhão foram acionados e chegaram rapidamente no local. Os alunos estavam no intervalo das aulas e houve correria do lado de fora da unidade. Estudantes que deixavam a universidade no momento da confusão relataram que muitos alunos estavam próximos às barracas de comida, em frente ao prédio.
Dois camelôs teriam discutido pela manhã em razão de um ponto de venda. Quando um dos envolvidos guardava seus objetos em um bar próximo, foi surpreendido pelo outro vendedor, que chegou atirando. Com o tiroteio, muitos correram para dentro e houve tumulto. Algumas pessoas teriam ficado feridas ao tentar pular as catracas do prédio.
O ambulante baleado foi levado para o pronto-socorro da Barra Funda, onde morreu. O universitário Hebert Eiji Kashihabra, de 19 anos, foi ferido no ombro por um dos tiros e encaminhado para a Santa Casa. O caso foi registrado no 7º Distrito Policial, na Lapa. Até a 1h55 desta madrugada de quinta-feira, 15, o autor do disparo não havia sido detido.