Vereadores de Barueri "batem boca" por causa de nome de ruas


Ontem, durante a sessão ordinária, os vereadores de oposição e situação trocaram farpas durante a apresentação e votação do projeto lei 126/11 de autoria do vereador Agnério Néri Ferreira (PT) que denomina uma via da cidade como rua vereador José de Brito. O projeto tem como co-autores os vereadores Francisco dos Reis Vilela (PTB) Sebastião Carlos do Nascimento (DEM), Antonio Carlos Marques (PDT) e Miguel Francisco de Lima (PDT). 

Os vereadores de situação se manifestaram contra a criação da rua vereador José de Brito e ao serem contestados pelos autores do projeto começou o bate boca. O presidente da Câmara, vereador Josué Pereira Silva (PV),ameaçou por diversas vezes desligar o microfone dos colegas quando os mesmos faziam críticas a atual gestão.

O vereador Miguel de Lima (PDT) foi um dos que, ao fazer o uso da tribuna para defender o projeto, saiu do assunto e ao mencionar uma CPI instalada no ano passado teve o som de seu microfone cortado. “Corta o microfone, corta já. E quem mais falar de CPI vai ter o microfone cortado. Não estamos aqui para discutir CPI e sim a denominação de uma rua”, disse Jô.

Em seguida, a palavra foi passada ao vereador Antonio Carlos Marques, que pediu calma e ao começar a falar foi “atropelado” por Jô. “Vai falar sobre o projeto, vai discutir o assunto, ou vou ter que cortar seu microfone também”.

O bate boca continuou até o momento da votação que também foi tumultuada. O painel não estava funcionando e a votação que seria nominal acabou sendo verbal com 5 votos favoráveis e 8 contrários. O projeto foi rejeitado e arquivado.

De acordo com o presidente da Câmara Chico Brito merece uma homenagem melhor a ser estudada pelo legislativo e executivo. Nisso foram gastos quase 50 minutos em bate boca.
 vereador Agnério  Presidente da Câmara de Barueri (JO)