Mercadante promete programas de alfabetização e educação no campo


O ministro Aloizio Mercadante no Palácio do Planalto, durante discurso de posse na pasta da Educação (Foto: José Cruz  / Agência Brasil)

O novo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou que vai lançar dois programas. Um deles para alfabetização de crianças e outro para educação no campo. Ambos, no entanto, já vinham sendo elaborados na gestão de Fernando Haddad à frente da pasta.
"Nós vamos lançar um programa que é a alfabetização na idade certa. Nós temos de ter consciência que se uma criança não aprende a ler e a escrever até no máximo oito anos de idade, todo o processo de aprendizado no futuro fica comprometido. O custo, depois, de você recuperar pedagogicamente é muito alto e o risco é muito grande", disse, referindo-se à primeira proposta de programa.
O outro, que internamento no ministério da Educação vem sendo chamado de Pronacampo, pretende usar materiais didáticos específicos para alunos da área rural. "Você não pode levar, com material didático, para uma criança ou jovem que mora no campo, por exemplo, o ambiente cultural da cidade. Você tem de respeitar os valores, a especificidade. Você tem que dialogar, valorizar essa cultura", defendeu o ministro.
Os programas ainda não têm data para lançamento e a troca de secretários dentro do ministério pode atrasá-los ainda mais. Uma das pessoas que deve deixar o segundo escalão da pasta é a presidente do Inep, Malvina Tuttmann. Mercadante, no entanto, prefere a discrição e não fala em cortes de cabeça no momento.
"Nesses últimos dias eu fiquei totalmente envolvido com o seminário (na verdade, preparatórias para a reunião ministerial) que a presidente Dilma fez durante esses cinco dias. Então eu quero conversar com todos os secretários, todas as áreas do ministério a partir de amanhã e, a partir dessas conversas e desse diálogo que eu vou tomar decisões finais com relação a montagem de equipe", disse.