PSDB votará contra aumento de vereadores



A Executiva Estadual do PSDB-SP enviou carta a todos os presidentes de diretórios municipais e aos mais de 1.100 vereadores da legenda informando o posicionamento contrário da Executiva ao aumento do número de vereadores nas Câmaras Municipais.
O objetivo do documento é orientar sua bancada com relação ao tema, que já começa a ser debatido em diversas Câmaras Municipais. Para o PSDB paulista, o aumento no número de vereadores geraria apenas a elevação dos gastos municipais com as Casas Legislativas.
“Aumentar o número de vereadores não traz maior representatividade da população nem melhora o debate daquilo que realmente importa nos municípios. Precisamos, ao invés de ampliar gastos, aprofundar os debates de interesse público em cada cidade do estado”, afirmou o presidente estadual do PSDB-SP, deputado Pedro Tobias. 

Região
A decisão do PSDB deverá ter reflexos somente em Santana de Parnaíba, onde o partido tem um vereador, que faz oposição à atual administração. Em Parnaíba, os demais vereadores também não entraram em consenso sobre o número de vereadores que a Casa poderá ganhar.
Hoje, a cidade tem 11 vereadores e pode chegar a 17. De acordo com o presidente da Casa de Leis, Régis Salles, provavelmente os vereadores devem aprovar uma composição com 13 ou 15 vereadores, ou seja, dois ou quatro novos membros.
Em Barueri, o número de cadeiras poderá saltar dos atuais 14 para 21. O aumento de cadeiras também não é aprovado por todos.
A alteração segue mudanças aprovadas pelo Congresso Nacional, baseado no número de moradores da cidade, mas depende da discussão e aprovação das Câmaras. Se aprovado, nas próximas eleições em 2012, os moradores terão de escolher, além dos 14 atuais, mais sete vereadores para representá-los na Câmara.