Imagens inéditas mostram suspeitos vigiando prédio de banco na Paulista antes de roubo milionários


Quantia roubada não foi revelada, mas em apenas um dos cofres havia R$ 1 milhão em joias


Imagens inéditas de uma câmera de segurança de um prédio vizinho ao Banco do Itaú, na avenida Paulista, mostram a ação suspeita de dois homens minutos antes do local ser assaltado. A lente virada para um ponto de ônibus mostra o momento exato em que um rapaz vestido com um uniforme cinza de operário senta nas escadarias do prédio e vigia a rua. A roupa é a mesma que polícia diz que foi usada pelos 12 assaltantes que entraram na agência.

A ação foi registra 23h30, do dia 27 de agosto, cerca de 20 minutos antes do início do roubo, segundo o boletim de ocorrência. Ele permanece no local até que, à 00h27, um segundo homem, vestindo calça jeans, camiseta preta e boné, aproxima-se. Os dois conversam por 8 minutos e o que está sem uniforme se afasta. Na sequência, o outro suspeito levanta, mas acaba retornando para o ponto de vigilância por volta de 00h41.
Horas depois, a atitude de um terceiro homem chama a atenção. De terno e gravata ele passa na rua e olha desconfiado pela câmera. A cena se repete cerca de nove minutos depois.
Em nenhum momento, as câmeras registram a passagem da polícia pelo local. A primeira patrulha só passa pela região por volta de 7h18 do dia seguinte, mas o roubo só é descoberto por volta das 10h, quando os bandidos já não estavam mais no local.
A quantia levada dos 138 cofres arrombados não foi revelada. Mas segundo um dos boletins de ocorrência, em apenas um deles, estima-se que havia R$ 1 milhão em joias, o que pode tornar esse assalto um dos maiores da história do Brasil.
Até agora apenas dois suspeitos foram identificados. As imagens do circuito interno no banco ainda não apareceram.
Em nota, o Banco Itaú informou que já avisou 101 dos 120 proprietários de cofres particulares. Os outros, devem ser contatados ao longo desta semana. 
Assista ao vídeo:


Fonte:rede Record