"Dou troco jogando futebol", diz Liedson após levar soco



"Dou troco jogando futebol", diz Liedson após levar soco
Autor dos dois gols do Corinthians na vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo, de virada, na noite da última quinta-feira, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro, Liedson afirmou que a sua decisiva atuação serviu como resposta a um jogador do time carioca, o zagueiro Gustavo, que deu um soco na boca do estômago do atacante durante o segundo tempo do confronto.
Por causa do soco, Liedson precisou receber atendimento médico quando o placar ainda apontava 1 a 0 para o Flamengo. Logo em seguida, porém, o atacante empatou e, aos 43 minutos da etapa final, fez o segundo gol, antes de mandar um recado ao seu agressor. "Tomei um soco, não tinha feito nada. Mas dou o troco jogando futebol e fiz a minha parte, marcando dois gols", afirmou.
O artilheiro enfatizou que o Corinthians não se abalou ao sair atrás no placar e teve tranquilidade para virar o jogo. "A gente manteve a concentração. Não nos abatemos com o gol. Fomos superiores durante toda a partida. Tivemos calma para conseguir o resultado positivo", acrescentou.
Liedson ainda festejou o fato de que, com sua atuação, conseguiu recolocar o Corinthians na liderança isolada do Campeonato Brasileiro. "Foi um jogo de seis pontos. Sabemos que ainda falta muito para acabar o torneio, mas ser líder tem um gosto especial", comemorou.
Já o meia Alex, que entrou em campo como titular na última quinta-feira depois de ganhar a briga direta com Danilo por um lugar na equipe, ressaltou que a vitória de virada acabou coroando a boa atuação do time corintiano. "A gente fez por merecer e jogamos melhor que o adversário. Essa festa maravilhosa da torcida também é reflexo do bom desempenho da equipe", analisou.
Em seguida, Alex destacou que o Corinthians terá um complicado duelo pela frente no próximo domingo, quando enfrentará o Fluminense, às 16 horas, no Engenhão, pela 23.ª rodada da competição nacional. "O próximo jogo, contra o Fluminense, será difícil, assim como todo o resto. Mas vamos sofrer agora e batalhar para no final comemorarmos", reforçou.