'O Lula vai fazer campanha para quem o PT escolher', diz Rui Falcão


Enquanto Lula tenta fazer do ministro da Educação, Fernando Haddad, candidato a prefeito de São Paulo em 2012, repetindo a estratégia que deu certo em 2010 quando fez da desconhecida Dilma Rousseff sua sucessora, o PT diz que a escolha está aberta, mesmo admitindo a influência do ex-presidente no partido e na militância.

Para o presidente nacional do PT, Rui Falcão, Lula não vai enfiar goela abaixo seu candidato. "Ele nunca impôs nada ao PT", diz, apesar da candidatura Dilma mostrar o contrário. Assim como Haddad, considerado uma aposta, ela, até 2010, nunca tinha disputado uma eleição e não era tida como uma petista de fato.

Em entrevista ao DIÁRIO, Falcão, ligado à senadora Marta Suplicy, também pré-candidata e que nas últimas semanas passou a minimizar o "efeito" Lula sobre Haddad, se esquiva de apontar sua preferência. Também concorrem à vaga os deputados Carlos Zarattini e Gilmar Tatto e o senador Eduardo Suplicy - os três, porém, são considerados coadjuvantes.

Sobre o governo Dilma, que entra no seu oitavo mês atolado em denúncias de corrupção e marcado até agora por troca de ministros, o líder petista garante que só está sendo feito o prometido na campanha: o combate à corrupção. Leia abaixo os principais trechos da entrevista.



fonte:diario de SP