terça-feira, 5 de abril de 2016

Polícia mata 2 pessoas por dia no estado de São Paulo, aponta Segurança Pública


Duas pessoas mortas por dia. Essa foi a média, no primeiro bimestre desse ano, de assassinatos praticados por policiais civis e militares no estado de São Paulo. Os números foram publicados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública, no Diário Oficial, e incluem ocorrências tanto de agentes no trabalho quanto no período de folga.

Foram, ao todo, 137 mortes em janeiro e fevereiro. Desse total, 92 vítimas foram atingidas por policiais militares e outras 3 por policiais civis durante o trabalho. Já outras 37 foram mortas por PMs em folga e 5 por civis fora de sua jornada de trabalho. Além disso, mais 134 pessoas ficaram feridas, no mesmo período, em confrontos com policiais.

Segundo dados divulgados pelo Portal G1, a média desse primeiro bimestre segue a tendência de 2015. Durante todo o ano passado, 798 pessoas foram mortas e 711 ficaram feridas em confrontos com a polícia no Estado de São Paulo, também uma média de duas pessoas mortas e duas pessoas feridas por dia.
Os números dos mortos por policiais não são incluídos nas estatísticas de homicídio divulgadas pela secretaria. Isso acontece, segundo a pasta, porque eles fazem parte de ações classificadas como parte de “intervenção policial” e são “ações legítimas”.

Houve ainda, segundo o levantamento, a morte de um policial, nesse primeiro bimestre, durante o trabalho. O sargento da PM Júlio Cesar Zorzetti de Almeida foi baleado por um agente penitenciário no dia 20 de fevereiro, quando atuava numa ocorrência em Itirapina, interior, e não resistiu ao ferimento. O agente fazia a própria família de refém e o sargento atendia a ocorrência. Já em 2015, 16 policiais foram mortos e 66 ficaram feridos. E, este ano, 31 policiais militares e civis acabaram feridos em serviço nos dois primeiros meses.

Carlos Zicardi assume comando do PV em Barueri e Jô troca de sigla

Mais um vereador de Barueri teve de abandonar a legenda devido às manobras partidárias que ocorrem para fortalecer as coligações. Dessa vez foi o caso de Jô, que deixa o PV, sigla a qual presidia na cidade, para embarcar no PSD. Em uso da tribuna na sessão de 29 de março, na Câmara Municipal, Jô atribuiu a responsabilidade da manobra ao antigo vice-prefeito Carlos Zicardi, pré-candidato a prefeito na eleição de outubro deste ano. Segundo os registros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), desde segunda-feira, 28, Zicardi aparece como novo presidente municipal da legenda. Até então, ele estava filiado ao PMN. A ida do PV para as mãos de Zicardi comprometeriam os planos políticos de Jô, que, até o momento, compõe a ala da Câmara comprometida com a pré-candidatura a prefeito do presidente da Casa, Carlinhos do Açougue (DEM). 

Ao fazer uso da palavra, Jô fez seu desabafo a respeito das movimentações partidárias. “Eu ficaria até quando quisessem, mas o PV não manteve a palavra. Não sei se vendeu ou que cargas d’água foram, mas o PV foi embora. A vida é assim, homens de palavras são poucos e pode ter certeza que eu quando dou a minha, vou até o final”, afirmou sem citar nomes. Segundo o parlamentar, a migração para o PSD só foi possível devido aos contatos com o deputado federal Herculano Passos, o qual também integra o diretório estadual da sigla. Conforme Jô, o partido também abriu a possibilidade para que ele viesse a concorrer à prefeitura. 



Outro fator lamentado por Jô foi a campanha municipal de filiação do PV que estava em curso. O legislador revela que muitas fichas que estavam com ele, ainda não foram enviadas ao PV para homologação e convidou essas pessoas a optar pelo PSD. “Terei o prazer de registrar”, afirmou. Caso similar ao de Jô ocorreu poucas semanas atrás, quando o vereador Saulo Góes, pré-candidato a prefeito, teve seu antigo partido, o PRB, “tomado” por Rubens Furlan (PSDB). 

Restou a Saulo ingressar no PSOL de última hora. Na ocasião, outros vereadores saíram em apoio a Jô contra as manobras partidárias. Além de Saulo, Kascata (PSB) e Robertinho (SD) também se pronunciaram. “Não dá para entender bem que acordos são esses que fazem na calada da noite, mas no meu caso, não deixaram levar o partido para frente e fui para o SD. Infelizmente, a maioria deles não tem palavra”, comentou Robertinho ao recordar das circunstâncias que o levou a deixar o PR.
A.S
Depois das brigas das torcidas de Palmeiras e  Corinthians,(03/04), e que resultaram na morte de uma pessoa que passava na hora da confusão, o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Alexandre de Moraes, reuniu-se com o vice-presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Fernando Sollero, e com o promotor Paulo Castilho, além de delegados e desembargadores, e determinou que os clássicos de futebol em São Paulo terão torcida única até o final deste ano, ou seja, até 31 de dezembro deste ano,  a partir do próximo clássico a ser disputado no estado.

A medida, segundo o secretário, valerá inclusive para jogos entre os times paulistas na Libertadores da América e para torcidas de grandes clubes de outros estádios que vierem jogar em São Paulo no Campeonato Brasileiro. Além disso, o secretário anunciou que,deverão ser identificados os cerca de 50 torcedores que participaram dos confrontos e que todos eles serão banidos dos estádios, por um período que ainda não foi determinado. “Todos os que forem identificados, serão banidos de todos os jogos”, disse o secretário.
Em nota, a maior torcida do Corinthians Gaviões da Fiel emitiu uma Nota sobre o assunto.

Nota Oficial – Medidas tomadas após o clássico
Na última segunda-feira (4), a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, a Federação Paulista de Futebol e a Promotoria do Estado anunciaram algumas medidas que, segundo eles, são para coibir a violência nos estádios paulistas, algo que não podemos deixar de nos posicionar.
Antes de mais nada, reiteramos nossa TOTAL CONTRARIEDADE a qualquer ato de vandalismo e/ou violência. Nenhuma ação tem o incentivo ou consentimento por parte da diretoria dos Gaviões da Fiel Torcida.
Não assumimos a responsabilidade e autoria de brigas, principalmente por considerarmos que as mesmas não tem ligação direta a qualquer tipo de entidade.
Vivemos em um país onde a prática de chacinas de inocentes é recorrente, como a que vitimou 19 (ou mais) pessoas em Osasco e tirou de nós oito amigos do Pavilhão 9. Um país onde a guerra às drogas, posta a qualquer custo, mata crianças, como aconteceu com Matheus Santos Moraes, de 5 anos, em Magé-RJ, no último sábado (2). Um país onde mulheres, adolescentes e idosos apanham de homens adultos por divergências político-partidárias. Um país em que alguns pregam a intolerância religiosa por crenças distintas, culminando em ataques físicos, como acontecido com Kailane Campos, de 11 anos, apedrejada por ser candomblecista. Um país onde a desigualdade social é pano de fundo para que os números de criminalidade não apenas sejam alarmantes, mas que alcancem também o posto de maior população carcerária do mundo.
Em resumo, somos o país que tem 21 cidades entre as 50 mais violentas do planeta (dados do Conselho Cidadão para a Segurança Pública e a Justiça Penal, de 2015). Querer responsabilizar torcidas organizadas por uma violência que, infelizmente, já faz parte da realidade da nossa sociedade, é minimizar (senão ignorar) a problemática como um todo.
As brigas entre torcedores existem sim. Porém, não são simplesmente fruto de torcidas violentas, mas sim de uma sociedade que não apenas convive e aceita com estranha naturalidade essa violência, como dá ibope aos programas televisivos que tem como pauta única o sensacionalismo da violência. Os responsáveis por esse estado de coisas pouco se importam com a possibilidade de crianças serem telespectadores dos horrores diários.
Não sejamos hipócritas! A violência entre as torcidas é somente mais um reflexo da violência diária que assistimos permanentemente.
O que realmente nos surpreende (ou não) é a incompetência e passividade do Poder Público como um todo, que não apenas falha no esforço para punir de fato os INDIVÍDUOS que cometem atos violentos, como quer transferir a responsabilidade de tais punições aos dirigentes de torcidas. Querem retirar do Poder Público o que é de SUA responsabilidade.
Surpreende-nos também a série de “coincidências” que antecederam o clássico, como uma invasão autorizada de policiais à sede dos Gaviões da Fiel Torcida, um dia após termos realizado um grande protesto na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, pedindo por uma CPI das Merendas.
Chama-nos a atenção também que um suspeito das agressões contra diretores dos Gaviões da Fiel tenha sido apresentado às vésperas de um clássico entre Palmeiras e Corinthians como suspeito de integrar uma torcida organizada palmeirense. Assim como nos desperta curiosidade a falta dos planos de ações preventivas por parte da promotoria e da PM para coibir e evitar possíveis encontros entre torcedores.
Além disso, causa estranheza o fato de tal cruzada repentina pelo fim das organizadas vir “coincidentemente” após meses de intermináveis protestos por parte dos Gaviões da Fiel contra alicerces conservadores da sociedade, não habituados com a contestação – como FPF, CBF, Rede Globo, dirigentes do Corinthians e o Deputado Fernando Capez, ex-promotor e um dos investigados no esquema das Merendas.
Generalizar o problema da violência apenas com a proibição das organizadas em estádios paulistas trata-se não apenas de punir quem nada fez, mas deixar de punir quem de fato tenha cometido atos violentos. A falta de punições individuais, investigações inteligentes, identificações nos estádios, e várias outras medidas, são o que de fato estimulam torcedores mal intencionados.
Proibir a entrada de camisas, instrumentos, bandeiras e afins, não pacificará magicamente a cidade. Proibir o repasse direto de ingressos dos clubes para as torcidas (algo que NÃO ACONTECE entre Sport Club Corinthians Paulista e Gaviões da Fiel) não evitará que torcedores violentos adentrem os estádios. Colocar clássicos com torcida única não coibirá o livre trânsito de torcedores rivais em lugares distantes dos estádios, conforme já acontece.
Tais medidas não apenas são ignorantes e sem qualquer eficácia prática, como tem um total apelo midiático, buscando dar uma resposta bem rasa a uma opinião pública influenciada por distorções e manipulações por parte de uma grande mídia que, conforme é de conhecimento geral, defende seus interesses próprios.
Os Gaviões da Fiel se colocam à disposição do Poder Público e órgãos interessados para discutir medidas que realmente podem ter resultados, diferente das que estão sendo implementadas sem qualquer estudo real ou diálogo com os principais envolvidos.
As ações que anunciaram não se diferem das adotadas anos atrás, que se comprovaram completamente inúteis no que diz respeito ao combate à violência entre torcedores. Repetir as mesmas ações de outrora é dar intermináveis murros em ponta de faca.
Toda e qualquer generalização é burra e não a aceitaremos passivamente.
Aos torcedores (todos eles), pedimos a frieza de analisar calmamente todos os aspectos a cerca da questão, não aceitando cegamente a opinião imposta por uma mídia influenciável, que tem total interesse em acabar conosco.
E tenham a certeza de que, seja pelo motivo que for, os Gaviões da Fiel não acabou e jamais acabará. Vocês podem acreditar, nossa corrente não será quebrada!
Pelo futebol popular, pelas festas nas arquibancadas e pela não-generalização dos torcedores organizados.
Diretoria dos Gaviões da Fiel Torcida. 
A.S

quarta-feira, 9 de março de 2016

Falando nisso!



Hoje com o avanço da tal chamada "Liberdade de Expressão", o manisfestar de um pensamento, de uma opinião, de expor um ponto de vista, logo torna-se em motivos para discussões, debates, afrontas e até ao cumulo de ser cometido por alguns, o desrespeito a outro(a). Não somos obrigados a nada e espero que nunca venhamos a ser, pois como apaixonado pela democracia e pela liberdade que sou, mas com,respeito a opinião contrária a minha, defendo que aja ao menos o respeito à aquele que pensa diferente, ao que se manifeste diferente numa opinião diante de uma conversa pessoal ou pela chamada Rede Social.


Algumas coisas podem ser evitadas, se passarmos a pensar um pouco antes de falar ou de escrever e treinar mais o aprendizado de as vezes tolerarmos o que para alguns é intolerável. Mas ao que me parece ser nos dias de hoje é que a banana esta querendo comer o macaco."

Por: Renato Silva
Imagem: Google

domingo, 6 de março de 2016



Mulher de 15... 20... 30... 40... 50... 60... 100 anos... Mulher guerreira... trabalhadora... estudante... professora... motorista... passageira... Mulher que não tem medo de cara feia... Que vai a luta e não foge da labuta... Mulher que tem o dom do amor... De gerar em seu ventre o amor... Que possui o dom na arte de seduzir... de erotizar... de fazer amar... Da opinião decidida.

Ah essas mulheres... Nacionais e Internacionais ... Da Cidade e do Campo... Altinhas e baixinhas... Gordinhas e magrinhas... Brancas e Negras... Ocidentais e Orientais... Religiosas e ateias... Que votam e são votadas... Heterossexuais e Homossexuais... Não importa como tu és, és mulher, és bela e é a mais perfeita criação do Universo.
Não separo homens de mulheres, pois não vejo diferença alguma em capacidades entre os sexos, e até vejo por ai muitas mulheres que são mais eficientes, inteligentes, equilibradas e capazes do que muito homem por ai.

Que não seja apenas um dia o seu dia de ser lembrada e homenageada, mas sempre todos os dias.

Por Renato Silva
Imagem: Google
Emoticon wink

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Ver a Cidade














A pichação ali diz: "Ver a Cidade"


E ai você, como vê a sua cidade?

Que cidade queremos? Que tipo de munícipe queremos? Que tipo de ação desejamos ter e receber dos governantes das cidades, seja de: Barueri, Osasco, Mogi das Cruzes, Ferraz de Vasconcelos, Rosana, Ribeirão Preto, Franca, Campinas, Guarulhos, Arujá, São Paulo, Salvador, Recife ou por todas?

De fato o que desejamos VER e VIVER nas cidades em que moramos ou passamos nossos tempos? Ou será que não queremos nada e estamos desejosos apenas para ver aquilo que nos convêm ver e passar direto por sobre aquilo que não nos é útil? Pense nisso!

Foto/Texto por: Renato Silva

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

MINIONS

Verdadeiro record de bilheteria no cinema, as criaturinhas amarelas chegam agora aos palcos do teatro para encantar e divertir crianças e adultos. 

Em uma tremenda aventura três dos mais "corajosos" saem em busca do vilão perfeito; muita confusão, perigo e diversão é o que esperam pelos nossos aventureiros. Um espetáculo para toda a família com um show de efeitos especiais.



Ficha técnica:

Elenco:
Alisson Oliveira
Juliana Ordonio
Camila Monteiro
Valnei Junior
Ivanessa Dantas
Jonas Gomes
Ícaro Dante
Paula Raphaela

Som e Luz:
Diógenes

Direção:
Rui Menezes

Duração:
55min

Classificação:

LIVRE

Arena Barueri será sede do Americas Rugby Championship

O grande evento esportivo reunirá potências mundiais, craques do rugby e muita emoção. Com os principais ingredientes do esporte, o Brasil participará da 1ª Edição do Americas Rugby Championship, torneio que segue os moldes do tradicional Six Nations Europeu. E os brasileiros terão o privilégio de acompanhar três duelos dos Tupis em casa. Barueri e São José dos Campos receberão os confrontos da equipe.

A competição reunirá, além dos Tupis, Argentina, Canadá, Chile, Estados Unidos e Uruguai. O campeonato acontecerá de 6 de fevereiro até 5 de março e cada seleção disputará cinco partidas. Os ingressos para os duelos são gratuitos mediante a doação de 1 kg de alimento não-perecível.

Em ascensão, o rugby brasileiro já conta com diversas Academias de Alto Rendimento espalhadas pelo país e projetos sociais de integração e disseminação do esporte. Além disso, o público brasileiro poderá acompanhar, de perto, grandes estrelas do rugby mundial, e incentivar os Tupis nesta primeira edição do torneio.

O Américas Rugby Championship, evento que conta com apoios de World Rugby e Pan-American Rugby Association (PARA), ficará no calendário da modalidade pelos próximos cinco anos. Para mais informações, acesse o site oficial da Confederação Brasileira de Rugby.

Confira, abaixo, a programação de todos os jogos do Brasil com os locais das competições:
06/2 – Chile x Brasil – Chile
12/2 – Brasil x Uruguai – Arena Barueri, em São Paulo (SP)
20/2 – Canadá x Brasil – Canadá
27/2 – Brasil x Estados Unidos – Arena Barueri, em São Paulo (SP)
5/2 – Brasil x Argentina – Estádio Martins Pereira, em São José dos Campos (SP)

Por: Suseli Honorio


quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Angela Aparecida recebe título de cidadã Benemérita de Barueri













O vereador Antonivaldo Rios Gomes(Kaskata) PSB, é o autor do projeto que concede o título de Cidadã Benemérita de Barueri à senhora Ângela Aparecida Marques da Silva . A sessão solene foi realizada no dia 12/11  na Câmara Municipal de Barueri.

Foi uma sessão cheio de emoções,e com festival de elogios,merecidos á homenageada,Kaskata lembrou que conheceu a Ângela em um trabalho social que ela fazia nas áreas livres do Município.

Em discurso ,Ângela agradeceu á Deus,filhos,netos,ao prefeito Gil Arantes com quem trabalha 19 anos.

domingo, 18 de outubro de 2015

Polícia militar acaba com festa clandestina em Barueri

A polícia militar de Barueri teve muito trabalho na noite de domingo  (18) , quando foi acionada para acabar com um baile funk na rua Irene, parque dos Camargos em Barueri.
Segundo informações, o baile foi realizado,e planejado via o aplicativo whatsapp,aplicativo muito utilizado para conversas.

Nossa reportagem esteve no local antes do policiamento chegar,e o que se via,era consumo de bebidas, drogas e muitos jovens menores de idade consumindo bebidas e pilotando motos sem capacetes.

Ainda sobre a organização,teria partido de um indivíduo chamado de BISPO.
A policia militar usou gás de pimenta para dispensar a multidão, já que chegada foi recebida por pedras e pedaços de madeira.
video  video

A edição do video não é nossa produção,foi enviado via email o que impossibilita de melhorar a qualidade. 

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Grêmio Barueri Futebol Clube LTDA, realiza peneira para Taça São Paulo Sub 20 - 2015

No próximo dia 05/09/2015, o Grêmio Barueri estará realizando inscrições de atletas nascidos nos anos de 1996 / 1997  e 1998, para disputar a Taça São Paulo Sub 20 de 2015, pela Cidade de Barueri. Local CET do Barueri, Rua Jd. Suspenso S/N -  Vila Porto Barueri.

Somente será aceita inscrições de atletas residentes na Cidade Barueri, acompanhado de seus respectivos responsáveis, portando documentos, RG. E para os atletas RG e comprovante de residência.

A avaliação técnica dos atletas nascidos em 96/97 será dia 07/09/2015 as 8:00 horas.
Nascidos em 98 será no dia 08/09/2015 as 8:00 horas.


As inscrições serão gratuitas,os atletas deverão se apresentar trajando calção, camiseta meia, caneleira e chuteiras. Não será permitido no dia da avaliação o uso de uniformes de Clubes.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Governo vai cortar 10 ministérios

O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, anunciou nessa segunda (24) que o governo vai reduzir o número de ministérios do governo, baixando de 39 para 29 o total de pastas. A medida faz parte de um pacote de reforma administrativa apresentado a ministros durante a reunião da coordenação política com a presidenta Dilma Rousseff.
Os ministérios que serão extintos serão definidos até o fim de setembro por uma equipe do governo. “Nosso objetivo é chegar a uma meta de dez [ministérios]. Existem várias propostas possíveis para atingir essa meta. Precisamos ouvir todos os envolvidos, não tem nenhum ministério inicialmente apontado para ser extinto”, disse Barbosa.

“Esse é um processo que envolve todo o governo federal, todos os órgãos e autarquias, envolve também uma melhor governança de empresas estatais, é um processo que precisa ser construído a várias mãos, deve ser feito com participação dos diversos ministérios, dos diversos órgãos e estatais do governo”, acrescentou. A definição dos ministérios que serão extintos vai levar em conta critérios de gestão e políticos, como o atendimento a partidos da base aliada do governo, que comandam algumas pastas.

A reforma também inclui cortes em estruturas internas de órgãos, ministérios e autarquias – com a redução de secretarias, por exemplo; a diminuição dos cargos comissionados no governo, os chamados DAS; o aperfeiçoamento de contratos da União com prestadoras de serviços, entre eles de limpeza e transporte; e a venda de imóveis da União e a regularização de terrenos.

Atualmente, o governo tem 22 mil cargos comissionados. Segundo Barbosa, 74% são ocupados por funcionários públicos, mas cerca de 6 mil não são do quadro.
O ministro não apresentou a estimativa da economia do governo com as medidas, mas disse que a reforma é necessária para a nova realidade orçamentária do país e vai melhorar a produtividade do governo. “Com o melhor funcionamento da máquina, você vai aumentar a produtividade do governo. É vital e crucial aumentar a produtividade dentro do governo”, disse.

Desde a campanha presidencial de 2014, a oposição cobra redução de ministérios. Há inclusive propostas em tramitação no Congresso Nacional para obrigar o governo a enxugar a máquina. Segundo Barbosa, Dilma decidiu fazer a reforma agora no momento em que o governo prepara a proposta de lei orçamentária e o Plano Plurianual, que traça os gastos e prioridades do governo de 2016 e 2019.

“A presidenta Dilma sempre foi, é e continua sendo muito focada em gestão pública. Durante a campanha não se colocou contra uma reforma administrativa, o que ela sempre apontou era qual a reforma administrativa, qual deve ser a reestruturação, que ministérios podem ser juntados, que ministérios podem ser recriados ou extintos. Nesse espírito que estamos apresentando a reforma”, explicou.

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, disse que a presidenta “nunca resistiu” à ideia de cortar ministérios, apenas decidiu que o momento é apropriado, após a aprovação das medidas de ajuste fiscal no Congresso Nacional.

“É uma questão apenas de timing, ela esteve sempre de acordo, senão não estaria fazendo o que está propondo agora”.
Nelson Barbosa lembra que as medidas da reforma administrativa dependem de projetos de lei, decretos ou portarias para entrarem em vigor.(Agência Brasil)

População diminui salário de vereadores

Fotos:Carlos Campos
Existem alguns períodos em que a população se enche e reage às trapaças e espertezas dos políticos.

Esse tipo de reação deveria ser permanente e não esporádico como tem sido. Mas dá para compreender, afinal todos gostariam de viver numa normalidade e as ações de resistência só aparecem por conta dos abusos praticados pelos gestores públicos brasileiros.

Nesse momento, a grande onda que começa a se formar é contra o aumento de salário de vereadores Brasil afora. O início se deu no estado do Paraná, na cidade de Santo Antônio da Platina, por iniciativa da empresária Adriana Lemes de Oliveira.

Ela se insurgiu após tomar conhecimento de um projeto de aumento dos salários do prefeito de R$ 14,7 mil para R$ 22 mil e dos vereadores de R$ 3,7 mil para R$ 7,5 mil. Na primeira sessão para aprovação a empresária apareceu sozinha protestando e a gravação de sua discussão com um dos vereadores foi parar na internet e “bombou”.

Na sessão seguinte, a população da cidade se fez presente em peso e aí não só os salários não aumentaram, como foi aprovada uma redução significativa a partir do próximo ano.

Aí está a prova de que a reação vem do abuso. É muito alto um salário de quase 15 mil reais para um prefeito de uma cidade pequena e pobre, sem recursos próprios. E mais ainda quanto aos vencimentos dos vereadores acima de 3 mil reais, uma vez que eles recebem muitos benefícios e privilégios além do salário.

Há ainda a questão do número de sessões. Em regra, em cidades pequenas os vereadores se reúnem uma vez por semana. O trabalho fora das câmaras fica restrito a pagar a um funcionário para conduzir pessoas doentes, além de outras atividades sem nenhuma relevância pública.

O exemplo de redução de salários já foi seguido pelos moradores de outras cidades, como Diadema, ao lado da capital paulista.

Essas ondas positivas deveriam ser imitadas pelo país afora e acrescida de outros bons combates.

Um deles seria acabar com a prática de o poder público pagar mais caro nas suas compras do que o preço do mercado varejista. Não paga uma diferença ínfima. Às vezes são preços duas, três e até 10 vezes acima. E a compra pelas administrações públicas, em todas as esferas, é feita por atacado e através de concorrência pelo menor preço. Não se tem, porque não existe que dê uma explicação plausível sobre essa discrepância. Só a que todo mundo já conhece: corrupção, pura e simples. Não tem justificativa porque os produtos vêm dos mesmos fabricantes, pelos mesmos meios de transportes e, quase sempre, até pelos mesmos revendedores.

Existem outras práticas que deveriam ser combatidas pelos munícipes. Os aluguéis de automóveis, de prédios, de maquinários.

As condecorações a figuras famosas, como os muitos títulos de cidadão desse ou daquele município. São valores expressivos com transporte, solenidade, placas, buffet e outras iniquidades. Um tipo de despesa somente para situações extremamente relevantíssimas. Só como exemplo, o primeiro astronauta brasileiro que foi ao espaço justificaria uma celebração dessa natureza. Outro bom combate mereceriam as despesas das cidades nordestinas, pobres e vivendo de transferências obrigatórias, com o pagamento de bandas de forró caríssimas nas festas juninas.

Essa onda contra o aumento dos vereadores deveria ser apenas a ponta do iceberg para acabar com outras farras em geral.

Já seria um bom começo se o exemplo da empresária fosse seguido na prática e não apenas nos sites de jornais, blogs ou nas redes sociais.

Pedro Cardoso da Costa -SP
Bacharel em direito

FIEL BATE RECORDE DE PÚBLICO DA ARENA CORINTHIANS CONTRA O CRUZEIRO

Foto:Daniel Augusto

E no domingo,23/08 a Arena Corinthians recebeu seu maior público desde sua inauguração, em maio de 2014. 

Com 40.500 ingressos vendidos antecipadamente, mais 514 entradas foram vendidas neste domingo e os 41.014 pagantes garantiram ao estádio Alvinegro um novo recorde. A renda chegou à casa dos R$ 2.671.941,50.

Até então, o maior público da casa corintiana havia sido contra o San Lorenzo, ainda na primeira fase da Libertadores. Na ocasião, 40.744 pagantes estiveram presentes na partida, que terminou em 0 a 0. 

A segunda vez em que o local esteve mais lotado foi já nas oitavas de final da competição sul-americana, na eliminação para o Guaraní, do Paraguai, por 1 a 0, com 39.806 pessoas.

O último recorde atingido no Campeonato Brasileiro 2015 foi contra o Atlético-MG, que trouxe 36.280 corintianos ao estádio para acompanhar o jogo que terminou em 2 a 0 para o Timão. A alta procura pelos ingressos dos jogos na Arena Corinthians se deve ao fato da diminuição dos valores das entradas do estádio.
E quem marcou presença também,foi os alunos do projeto Rugby Cidadania do GRB que passaram o domingo no Itaquerão. 

Cerca de 80 alunos do projeto Rugby Cidadania GRB/Corinthians tiveram um dia muito especial.

Acompanhados de monitores e professores, eles passaram toda a tarde na sede da Arena Corinthians, oportunidade em que puderam participar de oficinas com atletas da Seleção Brasileira de Rugby e jogadores da equipe principal do Corinthians Rugby.

Além de jogarem, aprenderem e se divertirem muito, os alunos do projeto puderam ainda assistir ao importante jogo pelo brasileirão, Corinthians x Cruzeiras. De um lugar privilegiado, boa parte das crianças e adolescentes, entrava em um estádio pela primeira vez.

O rugby é um dos esportes mais praticados no mundo e que retorna aos Jogos Olímpicos Rio-2016 após 92 anos, em ação realizada pela Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) em parceria com o Timão. O projeto em Barueri conta também com a parceria da CCR Via Oeste.

DOMINGO ESPECIAL – Os alunos do GRB puderam participar das atividades desde as 14 horas, na abertura dos portões, a torcida acompanhou jogadas da modalidade ministradas por atletas das Seleções Brasileiras Masculina e Feminina e do time de rugby do Corinthians. 

Dois infláveis formando o “H”, a trave do esporte, foram colocados no estacionamento do lado oeste da Arena Corinthians. Crianças interagiram com a bola e até arriscaram passes e conduções. 

Antes do jogo, os telões de alta definição da Arena Corinthians transmitiram um vídeo com os valores da modalidade, produzido pela World Rugby, a principal entidade internacional do esporte. Torcedores ainda foram saudados por profissionais do rugby e presenteados com bolas do esporte.

“Estamos muito contentes com o crescimento do rugby no Brasil e o carinho dos torcedores. Muitos interagiram com o esporte. Isso mostra que estamos no caminho certo.

Fazer atividades em parceria com o futebol nos dá uma grande oportunidade de disseminação, aproximando a modalidade para todos os torcedores do maior esporte do país. A ação com o Corinthians, um dos times com a maior torcida do mundo, é excelente para massificar o esporte.

Tenho certeza de que os corintianos saíram felizes com o resultado e as atividades”, afirma Agustín Danza, CEO da Confederação Brasileira de Rugby.

A CBRu promove ações especiais e dissemina um dos esportes mais tradicionais no mundo, que cresce cada vez mais no Brasil.

Por: Suseli Honório
Fotos:Departamento de Comunicação GRB

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Estudo revela que amigos combatem depressão

Os adolescentes não correm o risco de desenvolver depressão ao se relacionar com amigos deprimidos, e podem ajudá-los a se sentir melhor, revelam pesquisadores britânicos em um estudo publicado nesta quarta-feira.
"Ter uma boa rede social pode ser uma forma de combater a depressão", assinala Thomas House, um dos autores do estudo publicado na revista Proceedings of the Royal Society B.
Os pesquisadores empregaram um modelo matemático para verificar se o estado de ânimo de cerca de 2 mil adolescentes americanos poderia ser contagioso.
O estudo não encontrou sinais de contágio e revelou, por outro lado, que a presença de amigos equilibrados pode reduzir a probabilidade de se desenvolver depressão e duplicar as chances de cura do deprimido no prazo de seis a doze meses.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 350 milhões de pessoas no planeta sofrem de depressão.
"Na sociedade, quando alentamos a amizade entre os adolescentes aumentamos as possibilidades de ter mais amigos equilibrados e um efeito protetor", destaca House.
"Isto permite reduzir a preponderância da depressão", por meio de um método "barato e de baixo risco".
Os cientistas afirmam ainda que conseguiram demonstrar que o efeito benéfico não está relacionado com a propensão natural da pessoa de fazer amizade com alguém parecido.
Se os adolescentes deprimidos bebem muito, como seus amigos, devemos culpar a bebida e não os amigos.

Jandira é a cidade mais violenta da Grande São Paulo, aponta pesquisa

As cidades de Osasco e Barueri ganharam destaque após terem sido, na noite da última quinta-feira, dia 13, palco da maior chacina do ano no Estado de São Paulo. Em 12 ataques quase simultâneos, 18 pessoas foram assassinadas. 

Mas não são elas que lideram o ranking da violência na Grande São Paulo. O primeiro lugar cabe a outro município da região: Jandira. E o terceiro, a sua vizinha, Itapevi. É o que aponta levantamento feito pela Revista Exame a partir do índice de crimes, a cada 10 mil habitantes, registrados durante o 1º semestre desse ano. Nessa mesma lista, Osasco está na 4ª colocação, enquanto Barueri é a 7ª. Em Jandira, o índice é de 25,29 crimes/10.000 habitantes. Osasco registrou, no mesmo período, 18,52 crimes/10.000 habitantes, enquanto Barueri ficou com índice de com 15,26. 

Os dados usados no cálculo são os de vítimas de homicídio doloso (quando há intenção de matar), total de homicídio culposo (quando não há a intenção), tentativa de homicídio, lesões corporais dolosa e culposa, vítimas de latrocínio e estupros, registrados entre janeiro e junho deste ano.

Em Jandira, que tem 117.457 habitantes, essa lista somou 297 registros no intervalo, com destaque para as lesões corporais dolosas, com 253 casos. A vice-liderança é de Franco da Rocha, com 22,18 crimes/10 mil habitantes, seguida por Itapevi, com índice de 19,52. Na cidade, com 220.250 habitantes, foram contabilizados 430 crimes no semestre, também liderados pela lesão corporal culposa, com 430. Em 5º lugar, a lista traz Poá (índice de 18,5). Entre os dez primeiros estão ainda Poá (6º lugar e índice de 17,21), Ferraz de Vasconcelos (8º lugar e 14,90), Diadema (9º lugar e 14,40) e Ribeirão Pires (10º lugar e 13,37 crimes). 

Os dados da pesquisa também apontam que, em maio, o Eestado de São Paulo registrou a menor taxa de homicídios em 16 anos. Foram 9,52 casos para cada cem mil habitantes, um total de 292 ocorrências no total. Já de janeiro a maio deste ano, foram registrados 1.669 casos de homicídio doloso em todo o Estado. No mesmo período do ano passado, este número chegou a 1.864, o que representa uma queda de 10,4%. Os casos se concentraram na Capital paulista e cidades da Grande São Paulo. Por outro lado, as cidades da região de Araçatuba foram as menos violentas, com 23 casos em 43 municípios.

RANKING DA VIOLÊNCIA

1º Jandira 25,29/10.00 habitantes
2º Franco da Rocha 22,18/10.000 habitantes
3º Itapevi 19,52 crimes/10.000 habitantes
4º Osasco 18,52 crimes/10.000 habitantes
5 º Poá 18,51 crimes/10.000 habitantes
6 º Suzano 17,21 crimes/10.000 habitantes
7 º Barueri 15,26 crimes/10.000 habitantes
8 º Ferraz de Vasconcelos 14,90 crimes/10.000 habitantes
9 º Diadema 14,40 crimes/10.000 habitantes
10º Ribeirão Pires 13,37 crimes/10.000 habitantes

Fonte:Diario de Osasco

Parnaíba aumenta número de vereadores e de gastos


Nem 15, muito menos 10 (afinal, um grupo de vereadores deve ser composto por um número ímpar), o novo projeto de Emenda à Lei Orgânica de Santana de Parnaíba determina que a Câmara Municipal deverá ser composta, a partir da próxima legislatura, por 17 vereadores, pelo menos, vai nessa direção, de acordo com a votação da última terça-feira (11), quando o projeto entrou na pauta em caráter de urgência e obteve 10 votos favoráveis e 3 abstenções.

Embora a discussão seja antiga, a mudança no número de cadeiras na Casa de Leis entrou para pauta no dia 14 de julho. Na ocasião, o projeto tinha como proposta o aumento de 15 para 19 parlamentares. 

Depois disso houve um intervalo de duas semanas sem sessão e a “promessa” era que a segunda votação do projeto fosse feita em 4 de agosto, mas, segundo Ronaldo Santos (PSB), presidente da Casa de Leis, o projeto foi adiado para a pedido dos parlamentares, para que houvesse um consenso. 

Para que esse projeto chegue ao Executivo, que deverá sancionar ou vetar a determinação (neste caso ela volta ao Legislativo, que votará na quebra ou não do veto), é preciso ainda uma segunda votação.
Debate
Vale relembrar que a discussão traz à tona alguns pontos. Os favoráveis destacam o aumento de representatividade dos bairros do município. Mas há ainda uma questão eleitoral. Quanto maior o número de cadeiras, menor o coeficiente eleitoral, o que facilita a entrada de novos vereadores, ou pode ainda auxiliar na reeleição de outros parlamentares. Ressaltando ainda que vereadores não são eleitos, necessariamente, por voto direto, mas por partido ou coligações que atingem esse coeficiente. Existe ainda o coeficiente partidário, através dele os partidos mais votados garantem mais cadeiras na Casa. 

Os discursos contrários ao aumento, que surgiram quando a proposta era o acréscimo de 4 vereadores à Câmara, afirmavam que a mudança resultaria em mais gastos ao Poder Legislativo, que hoje tem em mãos R$ 21 milhões, 3% do orçamento municipal. No entanto, se ao final do ano há uma sobra desse montante, ele retorna à administração municipal, que pode redirecionar essa quantia. 

Hoje um vereador recebe R$ 7.400 e conta com 6 assessores. Só os salários de 2 vereadores resultariam em R$ 177.600 ao ano, e esse valor será reajustado para o próximo mandato. 

Independentemente de 19 ou 17, Ronaldo garantiu que não haverá acréscimo no repasse à Câmara, mesmo que a tenha direito a 6% do orçamento, e afirmou ainda que o recurso e a mão de obra serão redefinidos, ou seja, se há 90 assessores para 15, esse número deverá ser dividido por 17. 

Outros parlamentares, no entanto, negaram que isso aconteceria e disseram sequer terem conhecimento sobre essa possível redistribuição. 

Executivo
Para o prefeito Elvis Cezar (PSDB), que foi eleito vereador em 2012 com 3.719 votos, a medida não é legítima. “Certamente haveria aumento no orçamento, exceto se a Casa concordasse com a redução de seus custos ou dos salários dos parlamentares”, afirmou em comunicado. “Estamos em um momento econômico que exige cautela e responsabilidade no uso das verbas públicas. Seria ir na contramão do sensato.”

Quando deixou a Câmara para assumir a prefeitura, ainda como interino, Elvis foi substituído por seu suplente Zé Cardoso, que obteve 408 votos e assumiu de fato a cadeira após a diplomação do atual prefeito.

Nepotismo 
Na mesma sessão, também foi votado o PL nº 103/2015, que proíbe o nepotismo nos poderes Executivo e Legislativo do município. Com base nessa lei, de autoria de Ângelo da Silva (Pros), seria considerada ilegal a nomeação de Marmo Cezar, pai do prefeito Elvis, como secretário de Assuntos Estratégicos da cidade. 

Atualmente a contratação de parentes para esse tipo de cargo é autorizado pela Súmula Vinculante nº 13. Essas súmulas são elaboradas a partir de decisões tomadas anteriormente sobre o mesmo assunto.

sábado, 15 de agosto de 2015

Equipe feminina de Rugby Corinthians/GRB-Barueri participa de amistoso neste sábado

A equipe feminina do Corinthians/GRB de Rugby vai a campo para mais um desafio para esta temporada. As atletas disputarão um amistoso neste sábado, às 12h30, no Campo do Bandeirantes em Barueri,contra o colégio Rio Branco de São Paulo.

O time vai ao embate sem seu elenco completo, mas pretende aproveitar os duelos para dar ritmo de jogo as suas atletas e conquistar resultados importantes para este amistoso. “O elenco feminino teve a presença de sua torcida para esquentar os ânimos nas arquibancadas.

Essa é a segunda vez que as equipes se enfrentam,o primeiro jogo foi realizado em São Paulo no campo do Rio Branco,que acabou perdendo para equipe de Barueri,por parte das duas equipes ,é um clássico que ninguém quer perder.

Agnaldo Silva

sábado, 8 de agosto de 2015

Ituano 4 x 1 Barueri - Zagueiro artilheiro marca dois e Galo de Itu mantém 100% na Copa Paulista

Autor de dois gols de cabeça no primeiro pau, o zagueiro Léo roubou a cena neste tarde no Novelli Júnior e ajudou a manter os 100% de aproveitamento do Galo na competição

Ituano vem, a cada rodada, se fortalecendo como um dos postulantes ao título da Copa Paulista. Na tarde deste sábado, o time de Itu venceu o Barueri por 4 a 1, com facilidade, no Novelli Júnior, e manteve os 100% de aproveitamento na competição.

Um dos que chamaram a atenção na goleada sobre o Barueri foi o zagueiro Léo. Não apenas pelos desarmes e pela segurança na zaga, mas principalmente pelos dois gols de cabeça no primeiro pau que ajudaram a manter os 100% de aproveitamento do time de Itu na Copa Paulista.
A vitória, a quarta em quatro jogos, deixou o time do técnico Tarcísio Pugliese isolado na primeira colocação do grupo 03, com 12 pontos, seis a mais que o Paulista, segundo colocado que joga neste momento contra o São Bento, logo atrás com três pontos.
FÁCIL
O Ituano não teve que fazer muita força para construir o resultado no primeiro tempo no Novelli Júnior diante do Barueri. Diante de um sol forte e a temperatura elevada - 31º graus - na cidade de Itu, o time da casa começou melhor, com mais posse de bola, mas sem tanta efetividade. Tanto que a primeira chance de gol foi criada pelo Barueri, em cobrança de falta ensaiada. No chute de Iago, a bola passou perto da trave defendida pelo goleiro Fábio.
Quando o jogo perdeu a intensidade, o Galo de Itu apertou a saída de bola do time da grande São Paulo, que se desfazia da bola como podia. Pressionado, o Barueri cedeu três escanteios seguidos ao Ituano. No terceiro, João Paulo cobrou no primeiro pau, onde Léo estava para cabecear sem chances para o goleiro Borges, abrindo o placar em Itu.
Dois minutos depois de abrir o placar, Marcão, que voltou ao time titular nesta partida, teve a chance de ampliar o marcado de cabeça, mas desperdiçou. Com o calor, o nível da partida caiu, já que os jogadores deram mostras de estarem exauridos logo na primeira etapa e o árbitro paralisou a partida para os jogadores se hidratarem.
O jogo voltou a melhorar no final da etapa inicial. Em desvantagem, o Barueri saiu para o jogo e Iago, esperto, tentou surpreender o goleiro Fábio, adiantado, mas a bola saiu. E as chances perdidas fizeram falta para o Barueri, já que, nos acréscimos, Cristian fez bola jogada individual, chamando os zagueiros para dançar, e a bateu cruzado, rasteiro, para ampliar a vantagem.
100% MANTIDO!
Diferente do primeiro tempo, a etapa complementar no Novelli Júnior não foi tão fácil para o Ituano. Sem muito a perder, o Barueri foi pra cima e diminuiu o placar aos 16 minutos com Jé, que aproveitou o rebote do chute na trave, e empurrou para as redes.
O gol foi benéfico ao time da grande São Paulo também por melhorar a postura dentro de campo. Animados, os visitantes foram pra cima e não hesitaram em chutar de fora da área. No tiro mais perigoso, o de Williames, Fábio levou a melhor e salvou o time de Itu, que logo respondeu com Clayton, que acertou o travessão com uma pancada de fora da área.
A reação do time de Barueri parou por aí. No final da partida, o Galo de Itu voltou a dominar as ações e Léo, mais uma vez, marcou de cabeça o terceiro gol do Ituano e seu segundo na partida após outra cobrança de escanteio, de novo no primeiro pau. Nos acréscimos ainda deu tempo de o Galo transformar o placar em goleada. Em mais uma bola alçada à área, Léo desviou, a bola bateu na trave e sobrou para Marcão, livre, só empurrar para o gol.
Próximos jogos
Na próxima rodada da Copa Paulista, a 5ª, o Ituano tenta manter os 100% de aproveitamento contra o Paulista. O time de Itu vai a Jundiaí enfrentar o Galo no próximo sábado, às 15 horas, enquanto que o Barueri folga na rodada.

New York-Times

BBC Brasil

Cotação

CLIMATEMPO